Poesia: A culpa

Enquanto um homem que tudo perdeu
Não se limita às regras
Aqueles que são ligados
À matéria
Serão sempre limitados
Precisam de algo
Para se apoiar
Um teto
Um chão
Algo para mantê-los
No meio
Entre a estupidez
E a covardia.
Existem homens
Que apostam tudo
Existem homens
Que sabem quando recuar
Parar
Assim como há aqueles
Que nem jogam.
Existe algo de valor
Na culpa.

*Poesia originalmente postada no projeto #ÀsSegundasLemosPoesias, no Instagram da AsM Editora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *