Poesia: Sem saída

Sem saída* Entrar? Sim. Entrarei. Se for convidado e até sem sê-lo, porque desejo chegar lá. Como não querer depois de me ter introduzido e sendo bem acolhido, desfrutado em plenitude do seu tudo. Campos inéditos, mesmo que antes explorados, encontrei, entre inocência e sabores, uma outra você, mais, liberta, toda. Por que deveria sair? …

Poesia: Sem saída Leia mais »